Gerenciar o aquário, não os peixes.

CULTURA: do latim colere, que significa cuidar, cultivar e crescer.

A Aretí nasceu de um insight: por que adultos precisam ser treinados para "habilidades" que são tão naturais para a espécie humana?

Somos uma espécie social. Frágeis fisicamente, sem garras, couraça ou presas, só chegamos até aqui porque trabalhamos juntos.

Por que então tantos treinamentos de Trabalho em Equipe?
Ninguém gosta de se sentir  controlado e limitado. Porque então a enorme demanda para workshops de Protagonismo?

Na Aretí, sabemos que comportamentos universalmente compartilhados por qualquer grupo de pessoas é decorrência das regras (muitas vezes implícitas) de uma comunidade, organizacional ou não. DE SUA CULTURA.

A partir destes questionamentos, começamos a discutir, pesquisar e, mais que tudo, ouvir: que fatores nas empresas dificultam (e por vezes impedem) comportamentos desejados por seus líderes? As respostas que emergiram deram início à base de nossa filosofia: é necessário um trabalho profundo, de parceria real com nossos clientes para identificar com precisão quais são estes fatores na experiência de trabalho dos colaboradores.

Em suma: qual é a Cultura REAL da organização?

Para isso, desenvolvemos uma metodologia única, que nos permite identificar através de cuidadosas análises quantitativas E qualitativas quais fatores culturais precisam ser repensados ou reforçados.

O produto final desta metodologia é um quadro claro das necessidades reais de nossos clientes, quantificadas e ilustradas de maneira a permitir uma visão objetiva, diferenciando necessidades de mudança nos sistemas organizacionais das necessidades de desenvolvimento de colaboradores.


O resultado é um trabalho de transformação real, norteado por ações desenhadas através da colaboração transparente de seus principais stakeholders: as pessoas, independente de cargo hierárquico, que fazem cada empresa.

Vamos juntos?

Moema Schlochauer